Congresso Franciscano aborda os desafios para a transmissão do conhecimento na educação franciscana 02.12.2015

Congresso Franciscano aborda os desafios para a transmissão do conhecimento na educação franciscana

Nesta quarta-feira, 2, o Congresso Franciscano contou com debates e palestras sobre os para a transmissão do conhecimento na educação franciscana. O evento ocorre até amanhã, 3.

A partir do tema “Transmitir modos de fazer as coisas”, as palestras e plenário abordaram assuntos que envolveram os desafios na transmissão de conhecimentos e valores em um momento de mudança de época.

A programação da manhã foi marcada pela palestra do filósofo e teólogo, Frei Betto, que falou sobre os desafios para a construção de uma nova humanidade a partir dos valores humanos na educação. Em seguida, foi a vez do mestre em Teologia Espiritual pela Pontifícia Universidade Antonianum (PUA), de Roma, Frei Vitório Mazzuco, debater os temas debatidos durante o Congresso Franciscano até a manhã desta quarta-feira.

Durante a palestra, Frei Betto questionou o papel das escolas na formação de jovens e de crianças, alé de abordar a modernidade como um desafio das relações interpessoais. A tecnologia, por exemplo, afasta as pessoas, e este é um dos grandes desafios de um educador: “Os educadores precisam do contato para enxergar o que existe dentro do outro, e assim poder tocá-lo genuinamente”, explica. O palestrante também questionou a banalização da fé e frisou “O que importa não é ter fé em Deus. Hitler tinha fé em Deus. O que importa é ter a fé de Deus. Essa sim é capaz de transformar o mundo em um lugar melhor”, finaliza.

No período da tarde, o evento contou com trocas de experiências entre professores, diretores e gestores de instituições de ensino durante o I Congresso Nacional de Educadores Franciscanos. Simultaneamente, no V Encontro de Centros de Estudos Franciscanos Superiores Ibero-Americanos, foram debatidas as sugestões para a criação de uma rede de cooperação entre os centros franciscanos de ensino superior pelo mundo.

Segundo Areta Galata, coordenadora do Núcleo de Relações Internacionais da FAE, a construção da rede permitirá avançarem diversos aspectos da educação superior baseada em valores humanos. “O avanço do acordo para a criação de uma rede internacional permitirá a troca de experiências e práticas de sucesso, intercâmbio entre alunos, docentes visitantes e a dupla diplomação”, mencionou.

Para Cristiane Ferraz e Silva Suarez, coordenadora do Núcleo de Relações Internacionais da Universidade São Francisco (USF), a parceria está alinhada com a atuação e objetivos da universidade. “A USF vem buscando continuamente que os alunos tenham a oportunidade de vivenciar diversas experiências acadêmicas fora do país. Além de explorarmos a possibilidade de dupla diplomação e intercâmbio de docentes com as universidades parceiras”, cita.

Contando com o apoio do Colégio Bom Jesus, da FAE Centro Universitário, da Universidade São Francisco, da Conferência dos Frades Menores do Brasil (CFMB) e do Instituto de Filosofia São Boaventura, o Congresso Franciscano continua até quinta-feira (03).

Galeria de imagens



  • REALIZAÇÃO:

  • Congregação
  • APOIO:

  • FAE
  • Bom Jesus
  • USF
  • Instituto São Boa Ventura
  • Conferência dos Frades Menores do Brasil